Btn Whats Ensino Médio e Técnico Btn Whats Hospedaria





MATRÍCULAS E INSCRIÇÕES ABERTAS | PARA ESTUDAR NA ESCOLA AGENDE SUA ENTREVISTA!ACESSE A ESCOLA BOM PASTOR NO FACEBOOK!FAÇA UM CURSO TÉCNICO E TORNE-SE UM PROFISSIONAL!ESCOLA BOM PASTOR COMPROMISSO COM O SER HUMANO!
Você está em:Notícias

NOTÍCIAS

10/11

Estudantes do Ensino Médio encenam julgamento baseado na obra "Dom Casmurro"
Atividade foi realizada nas aulas de Língua Portuguesa e contou com advogado convidado

COMPARTILHAR: ico_fb ico_sms ico_imprimir

Estudantes do 2º ano do Ensino Médio da Escola Técnica Bom Pastor dramatizaram o julgamento de Capitu, personagem da obra “Dom Casmurro”, de Machado de Assis, durante as aulas de Língua Portuguesa. Nas encenações, ocorridas no auditório da Escola nos dias 25, 27 e 29 de outubro, os estudantes interpretaram as personagens Capitu, Bentinho, Escobar e Sancha, além do juiz, promotores, advogados e corpo de jurados. A atividade objetivou o exercício da capacidade de argumentação, pois Capitu era acusada de adultério e os estudantes precisaram prestar depoimentos e apresentar argumentos de acusação e defesa. O advogado Ruy Robalos, o diretor da Escola Técnica Bom Pastor, Adriano Fiorini, e o professor de Sociologia, Sílvio Peters, participaram dos julgamentos como juízes convidados.

De acordo com a professora de Língua Portuguesa e idealizadora da atividade, Gracieli De Brida Sperotto, os julgamentos oportunizaram uma prática diferenciada da argumentação, aliada a conteúdos de literatura. “Essa proposta promoveu uma exposição educativa de argumentos, com base em um clássico da literatura brasileira. Atividades práticas potencializam o aprendizado e isso ficou evidenciado nos julgamentos, pois as argumentações foram muito bem construídas”, explicou a professora, que planeja realizar a atividade novamente em 2022 utilizando outra obra literária como referência.

Para o diretor Adriano Fiorini, que participou como juiz convidado no dia 27 de outubro, as encenações dos julgamentos oportunizaram momentos de integração importantes. “Parabenizo a professora Gracieli e todos os estudantes envolvidos nessa atividade. A dedicação de cada um foi fundamental para o sucesso dessa proposta que evidencia algumas das principais características da Escola Técnica Bom Pastor: a união, o diálogo e a cooperação. Agradeço também pela oportunidade de ter participado como juiz convidado, foi uma experiência muito interessante”, destacou o diretor sobre a atividade, que contou ainda com a presença da turmas 21 (2º ano), 33 e 31 (3º ano) como convidados.

VOLTAR PÁGINA
Visite-nos
RS 235 - KM 14 -Linha Brasil
Cx Postal 81 - CEP 95150-000
Nova Petrópolis - RS - Brasil
Capital Nacional do Cooperativismo
Jardim da Serra Gaúcha

Contate-nos
(54) 3298.8066 recepcao@escolabompastor.com.br